logomarca Master Editora
Submissão Online
Ano VII - 19 de Dezembro de 2018

Normas para Publicação

 


 


 


APRESENTAÇÃO

O periódico Journal of Exact Sciences - JES (ISSN 2358-0348) é trimestral, exclusivamente online e publicado em Língua Portuguesa pela Master Editora. Trata-se de uma compilação científica no formato Open Access Journal*, direcionada a estudiosos das Ciências Exatas e de áreas afins, aberta à comunidade científica nacional e internacional.

O escopo editorial do periódico JES permite que sejam submetidos manuscritos artigos originais, revisões/ atualizações literárias e relatos de casos/ técnicas profissionais. 


 


Como JES é um Open Access Journal, a confirmação do interesse dos autores pela publicação do manuscrito dar-se-á pelo efetivo pagamento da taxa de publicação, em função dos custos relativos aos procedimentos editoriais. Entretanto, o pagamento deverá ser realizado APENAS DEPOIS do aceite declarado pelo Editor-Chefe do periódico. A comunicação do aceite será encaminha via e-mail ao autor de correspondência.


 


Para submissão de manuscritos, selecione no menu o item "Submissão de artigos"


 


 


TAXA DE PUBLICAÇÃO




 - Para cada artigo submetido, com aceite declarado, a taxa de publicação é de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais)desde que o manuscrito seja encaminhado seguindo o padrão de formatação e as normas de publicação do periódico JES.




 


- Para artigos encaminhados em arquivo word.doc, fora do padrão de formatação e das normas de publicação do periódico JES, haverá a cobrança de uma taxa de formatação no valor de R$ 50,00 (cinquenta reais)*, totalizando o valor de R$ 200,00 (duzentos reais).


 


 


Estrutura do manuscrito:


Original (experimental clássico): identificação do(s) autor(es), resumo, palavras-chave, abstract, keywords, introdução, material e métodos, resultados, discussão, conclusões, agradecimentos (se houver), financiamento (se houver) e referências.


Revisão ou Atualização: identificação do(s) autor(es), resumo, palavras-chave, abstract, keywords, introdução, material e métodos (descrevendo os parâmetros utilizados para a seleção das referências bem como de outros parâmetros que o(s) autor(es) julgar(em) necessários), discussão -exclusivamente textual ou ilustrada com elementos gráficos como figuras e tabelas, para melhor visualização dos dados sob análise do(s) autor(es), conclusões, agradecimentos (se houver), financiamento (se houver) e referências.


Relato de Caso Profissional: identificação do(s) autor(es), resumo, palavras-chave, abstract, keywords, introdução (breve), descrição do caso, discussão (contemporizando o caso apresentado com a literatura científica especializada), conclusões, agradecimentos (se houver), financiamento (se houver) e referências.


Relato de Técnica: identificação do(s) autor(es), resumo, palavras-chave, abstract, keywords, introdução (breve), descrição da técnica relatada, discussão (contemporizando a técnica em questão e suas inovações, potencialidades e/ou limitações com aquelas comumente descritas na literatura científica especializada), conclusões, agradecimentos (se houver), financiamento (se houver) e referências.


 


Comunicação Rápida: nome completo do(s) autor(es) e suas credenciais/ filiação acadêmicas. O texto deve ser produzido sem divisão dos itens (introdução, material e métodos, resultados e discussão e conclusões); agradecimentos (se houver); financiamento (se houver) e referências. Esta modalidade destina-se ao registros de ocorrência, descobertas ou registros cuja úrgência da publicação justifique a brevidade do processo editorial bem como da formatação concisa.




Preparação do manuscrito, segundo as normas editoriais do periódico


1- TEXTO: deve ser redigido em no máximo 12 páginas, em formato eletrônico utilizando como editor de texto o Microsoft Word, com espaçamento simples, sem espaços ociosos entre os parágrafos, fonte Times New Roman e fonte de tamanho 11. As margens devem ter 3 cm à esquerda e à direita e 2 cm acima e abaixo. O texto deverá estar justificado à página. Para a redação, utilize-se da terceira pessoa do singular e do verbo na voz ativa.


2- TÍTULO: em português, deverá estar em negrito e centralizado no topo da primeira página, utilizando-se fonte de tamanho 12, em caixa alta. O título em inglês, logo abaixo, deverá ser redigido em fonte de tamanho 11.


3- IDENTIFICAÇÃO DO(S) AUTOR(ES): o(s) autor(es) deverá(ão) se identificar logo abaixo dos títulos em português e inglês, com o nome digitado em CAIXA ALTA e justificado à página. Depois do nome do(s) autor(es), deve constar respectivamente a titulação e instituição a que pertence/representa. Exemplos:


JOÃO DA SILVA. Aluno do curso de graduação em Engenharia Civil da Faculdade Nonono.


JOSIANE MEDEIROS DE MELLO. Doutora pela Faculdade de Agronomia da Universidade Nonono, docente do curso de Agronomia da Universidade Momomo.


4- ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: abaixo da identificação do(s) autor(es), deve conter os dados do autor responsável pela correspondência: rua, bairro, cidade, estado, país, CEP e e-mail. Preferencialmente, o orientador do estudo deverá ser o contato com o Corpo Editorial do periódico JES, fornecendo preferencialmente seus contatos profissionais.


5- RESUMO/ ABSTRACT: logo abaixo do endereço para correspondência, deverá ser digitada a palavra RESUMO, alinhado à esquerda, em negrito e em caixa alta. Na linha seguinte, deverá ser apresentado um breve resumo do manuscrito, com no máximo 200 palavras, seguido de 3 a 5 PALAVRAS-CHAVE*. O resumo deve ressaltar o fator motivador para a redação do trabalho, sendo composto por frases simplificadas (concisas), afirmativas, sem apresentação de itens enumerados com tópicos. Deverá ser redigido em parágrafo único. Símbolos que não sejam comumente utilizados, fórmulas, equações, diagramas, entre outros, devem ser evitados. O ABSTRACT, de mesmo teor do resumo deverá ser apresentado abaixo do resumo e seguido pelas KEYWORDS*, com significado equivalente às palavras-chave.


6- INTRODUÇÃO: abaixo do Abstract, escreva a palavra INTRODUÇÃO, centralizada e em negrito. Neste item, deve ser abordado o referencial teórico pesquisado para a elaboração do artigo. Se necessário, o texto poderá ser subdividido por subtítulo(s) sugestivo(s), grafados com alinhamento à esquerda e em negrito. A introdução deverá ser finalizada com a hipótese e o(s) objetivo(s) do estudo realizado, sem a necessidade de evidenciá-los em subtítulos.


7- MATERIAL E MÉTODOS: depois da introdução, deverá constar o item MATERIAL E MÉTODOS, centralizado e em negrito. Neste item, os autores devem detalhar os recursos materiais e metodológicos utilizados para realização do trabalho.



  • Abreviaturas: para unidades de medida, utilize somente as unidades do Sistema Internacional de Unidades (SI). Utilize apenas abreviaturas e símbolos já padronizados, evitando incluí-las no título do manuscrito e no resumo. O termo completo deve preceder a abreviatura quando ela for empregada pela primeira vez, salvo no caso de unidades comuns de medida.


8 – RESULTADOS: a seguir, constar o item RESULTADOS, centralizado e em negrito nos manuscritos chamados de originais (experimentação clássica), com resultados inéditos. Revisões/ Atualizações da Literatura ficam dispensadas deste item de formatação. Figuras e Tabelas (se houver) deverão ser inseridas pelos autores no corpo do texto em local onde sua visualização facilite a compreensão dos resultados apresentados. No Relato de Caso Profissional e no Relato de Técnica os resultados fazem parte da discussão, não sendo especificados separadamente.



  • Se houver Figuras, recomenda-se que sejam coloridas, com numeração arábica progressiva. O título da figura deverá aparecer abaixo desta, seguido pela sua respectiva legendas (se houver), em fonte de tamanho 10. As figuras devem possuir pelo menos 300 dpi, no formato .JPG. Não serão aceitas imagens fora de foco;

  • Se apresentar Tabelas, o título desta deverá ser inserido sobre (acima) da tabela, com numeração arábica progressiva, indicando, logo abaixo, a fonte da pesquisa (se houver), ou algum item de observação relevante para interpretação de seu conteúdo. Os resultados apresentados em tabelas não devem ser repetidos em gráficos, e vice-versa;

  • Note que não deverá ser feita inserção os elementos denominando-os como: esquema, diagrama, gráfico etc. Os elementos gráficos do artigo necessariamente deverão ser chamados de Figura ou de Tabela.

  • Recomenda-se que o total de Figuras e Tabelas não seja superior a oito.

  • No texto, a referência às Tabelas ou Figuras deverá ser feita por algarismos arábicos.


9- DISCUSSÃO: após a apresentação dos resultados, deve constar o item DISCUSSÃO, centralizado e em negrito. Os autores deverão comentar sobre seus achados experimentais, contextualizando-os com os registros prévios na literatura científica especializada.


10- CONCLUSÕES: Após a discussão, deve constar o item CONCLUSÕES, centralizado e em negrito. O(s) autor(es) deverá(ão) responder de modo afirmativo ou negativo sobre a hipótese que motivou a realização do estudo, por meio do alcance dos objetivos propostos. No último parágrafo, o(s) autor(es) poderá(ão) expressar sua contribuição reflexiva (de cunho pessoal), e/ou versar sobre as perspectivas acerca do estudo realizado.


11- FINACIAMENTO: o(s) autor(es) deve(m) indicar ainda a(s) fonte(s) de financiamento da pesquisa (agências de fomento, empresas, etc.).


12- REFERÊNCIAS: É o último item de formatação do manuscrito, sendo identificada pela palavra REFERÊNCIAS, centralizada e em negrito. As referências devem ser numeradas de forma consecutiva de acordo com a ordem em que forem mencionadas pela primeira vez no texto e normalizadas no estilo Vancouver. Utilize fonte Times New Roman de tamanho 9. Listar todos os autores quando até seis; quando forem sete ou mais, listar os seis primeiros, seguidos de et al. As referências são de responsabilidade dos autores e devem estar de acordo com os originais.


Exemplos de referências:


1. Coutinho KD. Método de otimização topológica em estruturas tridimensionais. Dissertação (Mestrado), Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal, Rio Grande do Norte, 2006


2. Díaz A, Sigmund O. Checkerboad Patterns in


Layout Optimization. Structural Optimization. 1995; 10:40-45.


3. Olukanni DO, Ducoste JJ. Optimization of waste stabilization pond design for developing nations using computational fluid dynamics. Ecological Engineering. 2011; 37(11):1878-1888.


4. EPA – Environmental Protection Agency. Test methods for polynuclear aromatic hydrocarbons 8310. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2008.


5. Baird C. Química ambiental. 2. ed., Bookman, Porto Alegre, 2002.


6. Silva ECN. Técnicas de otimização aplicadas no projeto de peças mecânicas. São Paulo: Departamento de Engenharia Mecatrônica e de Sistemas Mecânicos, Escola Politécnica da USP, 2001. (Apostila).

Master Editora - Fone: 44 4141-7500 - Rua Princesa Isabel - 1236 - Maringá/PR
email: mastereditora@mastereditora.com.br